1 de dezembro de 2009

2

O Natal de todo Mundo





Alemanha - Os alemães dão o nome de Estômago Gordo ao dia da véspera do Natal. Eles acreditam que quem não comer bem naquela noite será atormentado por demônios durante o sono. Bolachas de gengibre e pratos à base de porco, massas e saladas, além de Massapão de sobremesa, compõem a ceia natalina alemã.




Áustria - A árvore de Natal austríaca faz par com o presépio e é decorada com ornamentos e guloseimas. Os dias 25 e 26 são feriados nacionais e servem para visitar a família e os vizinhos. Nestes encontros são servidos pratos frios, como queijos e pães e as tradicionais bolachinhas e biscoitos de Natal. O Natal na Áustria é famoso por ser o país de origem de Franz Gruber, o compositor de "Noite Feliz", a mais famosa canção natalina.




Austrália - A ceia australiana é composta basicamente por peru, fiambre e carne de porco, com pudim de ameixa flambe. A árvore de Natal dos australianos é diferente de todas as outras, pois se trata de um arbusto nativo com pequenas folhas encarnadas.




China - Os chineses iluminam as suas casas com lanternas de papel e decoram as suas árvores com muitas luzes, tiras e flores.




Egito - Por serem ortodoxos, os egípcios festejam o Natal durante quatro semanas e para cada uma delas acendem uma vela. Eles jejuam por 40 dias e na ceia de Natal não falta pão, arroz, alho e carne moída.




França - As casas francesas têm um espaço especial reservado para o presépio, que é conhecido pela quantidade e riqueza das figuras que o compõe. Durante a ceia francesa não pode faltar o Tronco de Natal, um bolo típico com forma de tronco de árvore.




Grécia - Na véspera do Natal, as crianças gregas percorrem as ruas entoando as Kalandas - cânticos típicos da região - e como recompensa recebem doces e frutos secos. Após 40 dias de jejum, os gregos comem carne de porco, acompanhadas de Christopsomo, o pão de Cristo. A curiosidade da comemoração grega fica por conta de não haver árvore de Natal. Em vez disso, eles usam um recipiente de madeira suspenso, cheio de água, onde é pendurado um raminho de manjericão enrolado em volta de uma cruz de madeira. Todos os dias uma pessoa da família molha a cruz e com ela borrifa a casa.




Índia - Exótico. Esta palavra descreve bem o Natal indiano. Mangueiras e bananeiras são decoradas na Índia durante o Natal. Ainda, os indianos usam as folhas destas árvores para decorar suas casas, além de lamparinas de óleo nas beiradas dos telhados e folhas de plantas tropicais e velas para decorar as igrejas. O Natal na Índia é extremamente rigoroso em termos de respeito aos rituais sagrados.




Iraque - Na véspera de Natal, os cristãos iraquianos reúnem-se em família e uma das crianças lê em voz alta a história do nascimento de Jesus, enquanto a família escuta, segurando velas. Depois, acende-se a lareira e quando o fogo se apaga, todos devem saltar três vezes sobre as cinzas e pedir um desejo.




Japão - A curiosidade fica por conta das crianças japonesas, que se encantam com a manjedoura do menino Jesus e acabam conhecendo o berço, já que não é costume japonês usá-los para as crianças.



2 comentários:

Olímpia disse...

Oi querida, vim agradecer a sua visitinha no meu Cantinho da Biografia.
Fique com Deus!
Beijinhos!
Olímpia ♥

krika disse...

Interessante esta postagem do natal...Parabéns

 
©2010 Rachel Por Templates Rachel Melo