30 de junho de 2009

0

Pequenas Empresas investem em SUSTENTABILIDADE

"O projeto “Garrafa Sustentável” une produtores de todo o Brasil, trazendo ao mercado a garrafa de vidro de 290ml retornável, e promovendo economia em escala e geração de empregos."

Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil anunciou nessa segunda-feira, 22, um investimento no valor de R$ 20 milhões em melhorias no setor de bebidas, por meio do projeto “Garrafa Sustentável”, que tem como objetivo produzir garrafas em vidro retornáveis, em três embalagens, nos tamanhos 200 ml, 290 ml e 1.000 ml, assim como uniformizar a produção e o transporte das garrafas.
Os recursos para a realização do projeto, que será implantado a partir do segundo semestre de 2009, são provenientes de parceria fechada com a Caixa Econômica Federal – CEF no início de junho.
A AFREBRAS, que representa mais de 130 pequenos e médios fabricantes nacionais de refrigerantes, concentrará suas ações em 6 áreas principais:
Promover a organização setorial;
Fomentar o desenvolvimento, crescimento e a competitividade das fábricas nacionais;
Reduzir custos de forma global para o setor, com o compartilhamento das garrafas;
Aumentar divisas;
Gerar riquezas e empregos para as regiões onde as fábricas estão instaladas; e
Fortalecer o setor para fazer frente aos dois grandes concorrentes internacionais, que correspondem a cerca de 90% do faturamento do setor.
O programa “Garrafa Sustentável”, inicialmente, será responsável pela produção de 20 milhões de garrafas, logo no primeiro ano de implantação, e mais 20 milhões no segundo ano, tendo sido projetado seguindo as regras de sustentabilidade e responsabilidade socioambiental, prática que vem sendo adotada em todo o mundo.
“O investimento tem como objetivo estimular ainda mais a economia brasileira e a concorrência, expandir negócios, aprimorar a qualidade dos produtos e serviços e, consequentemente, gerar empregos”, revelou o presidente da AFREBRAS, Fernando Rodrigues de Bairros.
Hoje, mais de 30 empresas associadas à AFREBRAS já adotaram a iniciativa, ou seja, mais de 30% do setor já comunga do projeto. Os demais produtores devem aderir nos próximos dois anos.
Fonte:
RedeNoticia

Nenhum comentário:

 
©2010 Rachel Por Templates Rachel Melo